domingo, 22 de novembro de 2009

Super Duper

O feriado foi marrom.
Estar sem grana é foda. Não consigo me divertir sem grana. Tudo de divertido que tem pra fazer se gasta dinheiro. Então estipulei que gastaria apenas "o necessário".

Pensando assim calculei: não vou pra balada.
Mas lembrei que tinha o aniver do Jerê (meu amigo ex-virtual), ia uma graninha mas ia ficar só por lá e ia sozinha, mas aí uma liga daqui, outra liga dali, outra liga de cá, saí com as amigas todas misturadas! MOR divertido =D

O barzinho do Jerê tava do jeito que achei que seria: musiquinha de leve para dar uma balançadinha e uma galerinha estranha-mamãe-quero-ser-mudérno. Me divirto com essas pessas que querem ser modernas. Todos os rapazes não viam lâminas de barbear há bons meses, ou anos. Iurgh!

Logo as meninas começaram a reclamar. Foda que eu tava me divertindo e sem grana não queria ficar pulando de bar em bar... foi o tempo disso, hehehe! Mas aquela gente estranha não estava colaborando pro meu lado. Monicats jogava seus cabelos "em camadas" para todos os lados suspirando de calor, Danizinha dava uma dançadinha de leve procurando algum gatinho no meio do balaio, Tukinha se escondia atrás dos goles de cerveja só acompanhando com os olhos.

Até que, sem decidir nada, fomos embora, sentido Itaim. Claaaaaro que a Dani queria ir pro Kiaora, Monica e Tuca não sabiam no que opinar, avisei:
- Estou indo em direção o Rey Castro, qualquer coisa vocês avisam senão de lá direto pra casa.

Acabou que a mocinha da porta nos deixou entrar por R$ 16 e nos divertimos muuuuuuuito!!! A Dani pirou na rodadinha do francês e cada vez que ele fazia a gente rolava de rir e girava junto com ele. Ele tava lokaaaaasso e nem nos percebeu.
Estávamos nos divertindo tanto na nossa piração que de repente apareceram uns meninos querendo fazer um concurso de dança. Um grudou na Dani o outro em mim e nós tínhamos que dançar igual nos tempos de lambada. Monicats, com o pé ainda doendo, ficou de juiza. Que gatinhos! =)

----

Sábado guardei.

----

Domingo tinha o show da Joss Stone!!! Guardei o domingo inteiro na preparação psicológica. Não sabia se ia de carro ou de bus porque o HSBC é do ladinho de casa. Aí voltou a chover e percebi que era mais fácil ir de carro.

Estacionei muito do ladinho, onde não tinham flanelinhas-os-donos-da-rua, entramos no meio da abertura da Ana Cañas (ela tem uma música legal que toca na novela, mas preferia ter visto a Maria Gadú no Rio... ô se preferia! hehehe) e apenas 20 minutos depois do horário marcado entrou a lindíssima Joss.

Gente, que mulher linda! Se gostasse dessa fruta era ela que eu ia querer, hahaha! Eu e mais um monte de sapa que tava lá.
Uma mulher do meu lado até falou: quanta mulé nesse lugar! Isso aqui tá parecendo show da Ana Carolina!
Hahahahahaha...

E como canta, né? Fiquei do lado dos backing vocals, mas eles ficaram bem atrás das caixas de som. AMO ver os backgins e ainda mais que eram duas negonas gordonas e um negão, taqueopariu! Arrepiei quase que o show inteiro com a Joss fazendo uns pau-a-pau com os negões... não é pra qualquer branquela azeda não!

Ela foi toda simpatia, pegou todas as tranqueiradas que jogaram no palco pra ela. Sorrisos, andava descalça pelo palco inteiro, umas dançadinhas "cheia de charme, desejo enorme de se aventurar". Uma fofa... e o Ricky disse que ela foi fofa com ele também durante a entrevista.

Na foto: a Joss (aaaiii lembro da minha gata Jós toda vez! a bichana mesmo) tava hoje com esse mesmo vestido justíssiiiiimo e curtíssiiiimo branco com detalhes prateados, pagou calcinha direto pra galera do gargarejo e cada viradinha pra ir buscar um golinho d'água ou da bebida misteriosa da canequinha pagava popinha da bunda pra geral, hahaha...
E o cabelo dela... ah, o cabelo!! Estava muuuuuito lindo, incrível. Não tava com essa chapinha sem graça aí. Ela fez aqueles cachos que são mais característicos dela.

----

E você fez o quê no feri? Foi em qual dos 573 shows que aconteceram esse fim de semana? Espero que não tenha ido no show do Chiclete com Banana, rssss.

----

Feriado foi marrom nada, hehehe!
Foi Super Duper Love!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Um anjo Mariel

Eis que num belo sábado ensolarado fui fazer a minha caridade da semana levando a vó no shopping, porque ela ia fazer o pagamento de mais uma de suas incontáveis viagens (acho que ela está perdendo a noção!). Inclusive ela pediu um desconto pra moça da CVC já que era a terceira ou quarta viagem que ela estava fazendo NAQUELE ANO, a moça perguntou:
- Quantas vezes a senhora viajou com a CVC?
- Xiii, deixa ver... conheço o, o, o Zenith, o, o, Soberano, o, o... uma porção.
- Muitas, viu? Ela merece um desconto. Vocês não tem um cartão fidelidade? Um cartão de léguas, algo do tipo? - entrei na conversa, baixando um folder de viagens de fim de ano.
- Ah, acho que foram umas 10 viagens. - a vó terminou a conta.
- Dez? Só comigo de acompanhante, né vó? Fora as inúmeras vezes que não fui porque eu nem sou a primeira opção.
- Hehehe... é acho que foi mais. - disse a vó sorrindo pra atendente atrás da mesa, que só fez a pergunta porque precisava preencher o formulário.

A mocinha olhou com uma cara de espanto. Pior que não posso dizer pra ela, se é que ela ainda não entendeu (já é a segunda viagem comprada com ela), que se quiser um bônus, ou um aumento no salário precisa atender a vovó com tapete vermelho e muita paciência, porque essa é cliente fiel. Se a vó gostar ela faz sempre do mesmo jeito.

----

Mas na verdade não era isso que ia contar quando dei nome ao título.

Chegando no estacionamento aproveitei a presença da senhorinha de cabelos brancos, sentada no meu banco de co-pilota, para estacionar nas vagas preferenciais, já que nunca uso! Passei por uma, dentre as poucas, do outro lado da rua, então "corri" até lá, quando cheguei tinha um taxista estacionado, descendo do carro. E do outro lado da rua, exatamente na porta do shopping aquela fila de taxistas esperando seus passageiros. Já fiquei maluca:
- O senhor está estacionado nessa vaga?
- Eeeer, aarr, não! Só estou esperando uma pessoa.
- Só que essa vaga é PREFERENCIAL! O senhor deveria esperar a pessoa na vaga de taxistas! É fogo, viu?

Gente, como estou ficando menos tchonga!!! \o/
Diz aí, hein??? Mandei benzasso! Lutando pelos direitos dos velhinhos!! Tô aprendendo com a Mariane, com meu irmão, e todos os meus amigos ixpiertox! Valeu, galera, vocês são meu tudo. =)˜˜
Só não continuei a discussão porque avistei outra vaga uma quadra a frente.

Assim que desci do carro e ia caminhando para dentro do shopping, vejo um velhinho saindo de ré da vaga, com seu carrão e atropelando um cone. Fiquei atrás do carro tipo a Wanderlea:
- Pára! PÁRA SENHOR!!!

Percebi que ia ser atropelada junto com o cone e fui bater na janela do velhote. Quando ele abriu o vidro, era um velhinho tão velhinho que ele estava com tubos no nariz, do tipo que tem um ticket vencido no bolso:
- Senhor, tem um cone atrás! Vai um pouquinho pra frente de novo que eu tiro pro senhor.
- Ah, muito obrigada minha filha.

E lá fui eu tirar o cone debaixo do carro do Sr. Quase-Morto sobre olhares de estranheza. Parece que as pessoas não estão mais acostumadas a "gentilezas gratuitas". Quando encontrei a vó do outro lado da calçada ela me disse:
- Parabéns, já fez duas boas ações no dia. Tá no crédito.
- É que eu sou escoteira, vó! =)

Ooooorra, meu!


Eis que acordo no sábado, após uma looooonga atualização de softwares, e dou de cara com isso na minha tela.
Pô, clicar na janelinha errada do MSN é sacanagem, hein?
Mas isso já aconteceu comigo antes então perdôo. Quando você menos espera, no meio de 4 Du's, 3 Gui's, 5 Ju's, um deles conecta ou desconecta bem quando você clica NELE para conversar e puf! Manda o papo torto.

Já aconteceu com você, vá! =)

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Achei mais um adesivo de parede


Que são bem psicodélicos (como a gazela em cima) e alguns quase abstratos, pra quem quer adesivar suas paredes com coisas bem diferentes.

A diferença desse que achei é que está em PDF e você pode baixar e só mandar imprimir numa gráfica bôua!

Vai lá: No Campo

E amanhã vou filmar mais um patrulha da decoração que vai ser um tema natalino. =)

domingo, 15 de novembro de 2009

Ei, TIM vai tomar no cu!!!


Terceiro mês na TIM, depois de uma portabilidade tranqüila, e é a terceira cobrança INDEVIDA!

No primeiro mês veio na conta a cobrança de um jogo de R$7,99 que não comprei. Entrei no WAP, olhei vários, mas nenhum me interessou, saí. Mês seguinte tava lá o assalto.
Tentei reclamar por telefone 3 vezes e sempre a mesma coisa: o atendente te trata como um imbecil, te responde exatamente o que você NÃO perguntou e derruba a ligação assim que você perde as estribeiras com a anta do outro lado da linha.
Até que decidi mandar um e-mail pelo site, prometeram 5 dias para a resposta e incrivelmente funcionou!! \o/ Ressarciram na fatura seguinte.

A batalha foi ganha, mas não a guerra...

No segundo mês cobraram uma ligação de DDD para o TIM da minha mãe. Não deveriam! Afinal de contas estou no plano Infinity. Custava R$ 3,47, mas fiquei com preguiça de travar outra batalha e deixei quieto, com uma esperança de "isso não vai acontecer de novo"!

Esse mês não teve como deixar passar... Quando estava no Rio meu celular deu uma pane, ou prefiro acreditar, deu pane no sistema da TIM e foi enviado 40 SMS em menos de 30 minutos para o celular da minha tia que tá lá pra Bauru! Não faço idéia de como isso aconteceu. Não falo com ela há meses e quando falei foi pelo telefone do trabalho.
Além de cobrarem pelos serviços de BLACKBERRY PROFESSIONAL. À merda com essa porra de BlackBerry, uma puta furada porque custa caro pra CARALEO!! No primeiro mês que estava com esse celular fui saber quanto custava ler e-mails, MSN, fotos, etc... Cada 1MB custa apenas R$29.90... sifudê, né? Deixei bem claro pro zé ruela que me atendeu:
- Bloqueia TODOS os serviços do BlackBerry. TO-DOS, moço!

E fiquei tranqüila quanto a isso. Mas nesse mês os lazarentos me cobraram nada menos que R$32.76 em 1.14MB não sei de onde. AAAHHH FICO DOIDA COM ISSO!!!
Fora o excedente de 127 SMS que custou apenas R$37.83. Tentei tempos atrás fazer assinatura de um plano de 200 SMS por R$ 9.90, mas quem diz que consegui terminar a ligação? Nem pra isso aquelas amebas servem!!!

Agora tô eu no site deles mais uma vez pra pedir ressarcimento de quase R$50. É mole???

Não existe uma operadora de telefonia que funcione decentemente, Deeeuuusss!!!
Os manos lá não tem noção do perigo. Não sabem que estão mexendo com uma Meira! Deixa só eu aparecer com uma metralhadora numa dessas lojas pra vocês verem só.

E fica você aí sem conferir sua fatura pro'cê ver os roubos que vai levar!!! Vaaaii toloxa!

sábado, 14 de novembro de 2009

Um choque

Numa das milhares conversas por telefone ele disse: ... e aí quero ter um filho com você!

Hein? Agora?? Mas só tenho 18 anos! E me disse como quem convida para tomar um café. Não, ele não pode estar falando sério.

Nunca esqueci aquele comentário jogado no meio da conversa, como se empurrasse uma bola de boliche contra o meu peito: segura essa, então!

E hoje, 8 anos depois, eu feliz da vida e sem filhos, ele casado e com um barrigudinho com quase 2 anos, descobri que ele falava sério. Não foi uma piada no meio da madrugada. Talvez tenha sido um truque de seleção de óvulo. Não que eu fosse a possibilidade sólida que ele procurava. Foi só mais um jogo.

[Editado]

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Vergoooonha

Hoje fomos almoçar num restaurante japonês para o bota-fora do nosso querido jovem-repórter Thi (o lindo, loiro, alto e sensual).

Como sempre comi até rolar.

Cheguei na redação morrendo de sede, tomei uma água com gás bem geladinha e sabe quando você se esquece que não está na sua casa? Pois é, me senti assim tão confortável que soltei um puta arroto no meio da redação!!
HUAHUAHUAHUA!!!!!

Caraleo, que vergonha!!! Quando olhei em volta, todo mundo com os olhos arregalados. Só consegui dizer:
- Oooops, desculpa! Hehehehe...
- Ah tá!!! Tipo normal, né?

Como diz a Natali: tão bonitinha, mas por dentro...



Como eu tenho capacidade de sair péssima em todas as fotos, né? IMPRESSIONANTE!
Poderia ter puxado um pouquinho dos traços fotogênicos da minha mamacita.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Faço blogs em Wordpress.org

Pois ééé!!!

Já estou em campanha: blogs no Wordpress por uma merreca.


Nada como ser desafiada, né?
Acho que nunca tinha nem conseguido fazer um banco de dados... afinal de contas os programadores estão aí para isso. Como diz minha chefe: cada um com suas competências.

(Parenteses: meu vizinho de cima, o colecionador de bolinhas de gude e que tem uma pista de boliche no apartamento dele, acabou de deixar cair uma coisa muito pesada em cima da minha cabeça, só sei que não é uma das bolas de boliche porque parece que se quebrou em mil pedaços. Eu, que já estou de saco cheio desse fuzuê que eles fazem aqui em cima, já estava indo buscar a vassoura pra espancar o teto do meu apartamento, quando percebi que estava rolando uma treta feia!!! Resolvi deixar quieto para não ser xingada de graça.)

Bom, e aí que o blog da minha prima está redondinho, agora só falta conseguir ajustar o que de fato é da minha alçada: o design! Já tenho um layout pelo meio, e tô achando tão lindo que se ela não quiser vou pegar pra mim e mudar esse template horrível daqui do blog.

(Parenteses 2: pára meus pensamentos de novo! A treta continuaaa! Geeente, acho que o marido vai embora. Ouvi qualquer coisa de "se você sair alguma coisa vai mudar na nossa vida?", uns passos mais duros que os habituais. E aí o filho acordou chorando pedindo pro pai ficar. Putz, que merda! Será que eu deveria dizer pra eles que na verdade o que eles precisam é de uma casa com quintal?)

Agora tô toda boba descobrindo o universo Wordpress de viver, cheio de widgets, plugins, templates prontos. Na verdade, já sabia disso faz tempo, mas tenho preguiça e dó de mudar de endereço pela terceira vez e "perder" esse monte de merda que passei escrevendo por 2 anos nesse endereço. Como isso aqui é do Google e não vejo meios do Google falir um dia e resolver fechar as portas (como fez o Weblogger ou o Blogger brasileiro que a Globo comprou e abandonou), vou ficando por aqui que está gostoso e confortável. =)

(Parenteses 3: Só pra finalizar, parece que o marido decidiu ficar e alguém resolveu varrer a bagunça toda, mas precisa ARRASTAR todos os móveis e continuar deixando cair coisas??? Já é UMA HORA DA MADRUGADA, pooooorraaa!!! Agora que os ânimos acalmaram já posso voltar a reclamar da barulheira que eles fazem dando leves chutes nas paredes, né? Cenas do próximo capítulo, se houver, num próximo post.)

----

Olha não sei se ficou muito claro: estou realmente precisando de frilas!!! Por favor, me indiquem. Q.I. é tudo nessa vida. =D

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Direto pro céu!

Esse fim de semana me fez crer que, apesar de não ter vindo nessa vida para amar, mas sim para me divertir, chegarei nas portas do Paraíso com pulseirinha VIP pro camarote. BENZADEUS!!!

Eu até estava conformada com a minha sina! Sentindo good vibrations em relação a+a festa, talvez até pudesse ser divertida, afinal de contas faz 2 semanas que fui no casamento da Dida e foi tãããão divertido, por que esse também não seria? E eu ainda estava abrindo mão de um camarote galã no Planeta Terra, alguma coisa boa estava reservada pra mim. \o/

Vovó me fez levá-la a um casamento do filho da amiga dela de trabalho. Agora vamos a+as (não sei onde fica a crase!) contas: se minha vó se aposentou antes mesmo d'eu nascer e tem uma amiga que ainda tem um filho pra se casar... provavelmente isso será um show de horrores! Descobri isso no caminho para a igreja.

Chegamos tão cedo que vimos o final da missa.
(Percebi no fundo da igreja uma mulher muito estranha: ela tinha olhos grandes, nariz enormes, bocarra e uma cara de cavalo!!! Bizarra)

E logo os amigos da minha vó foram chegando também. Até que eles estavam inteiraços, só um usava bengala. =P
A vó me apresentava para todos os amigos:
- Essa é minha neta.
Eu, como neta maravilhosa que sou, dava um sorriso HIPER simpática. E os velhinhos respondiam: "E linda!", "Que neta mais bonita", uma falsidaaaade, hehehe.

Até que chegou a mãe do noivo e a vó fez as apresentações novamente, já tinha me cansado um pouco de formalidades, e levanta, e beija, e sorri, e simpatia, e charme, e Claudinho e Bochecha com giratória, Claudinho e Bochecha com giratória. A dona Nadir pegou no meu cotovelo e com tapas FORTES no meu ombro dizia:
- Ahhhh que neta boa você tem, te trazer aqui! E como é bonita também, ahhhh olha só...
E começou a dar "tapinhas" na minha cabeça, meio que alisando o cabelo, mas suas mãos não eram macias! Sentia uns fios se soltando do meu coro cabeludo. Ela disparou numa conversa que nada mais tinha a ver comigo, a não ser os tabefes no meu cocuruto!!! Me senti com 5 anos dentro de um vestidinho de babados. Com um sorriso amarelo, fiquei esperando um apertão nas bochechas, mas graças que eles não vieram. Até que decidi mandar um Olho de Tandera na dona Nadir e finalmente ela me libertou de suas garrafas naftalizadas!

Não sei porque eu chorei com a entrada dos noivos na igreja. Bem, na verdade eu sei porque: sou uma tchonga! Pra quem chora com todos os depoimentos no final da novela, quem dirá com a vida real ali. Mas chorei mesmo só porque faz parte do clichê todo, na verdade durante a cerimônia comecei a reparar nos noivos e eles não tinham nada a ver!!! Deram um beijinho muito chocho e não trocavam olhares apaixonados.
Vai saber... as pessoas têm lá seus motivos para se casarem, hehehe. Não é?

Os noivos recepcionaram os convidados no salão da igreja. Era uma glória conseguir um copo de cerveja e os salgadinhos minavam óleo. Além do karma da vó em escolher as piores mesas, essa no caso tinha uma menina muito mimada e pentelha que chutava a mesa de plástico o tempo todo, arrumou quatro amiguinhas na festa, mas brigava com todas a cada 2 minutos, affffê!
Parece que rolou um jantar depois, mas a vó não teve paciência para esperar e eu é que não ia insistir, né? Celular já tava bombando...

Banguela?

Vocês já repararam que o Boris Casoy parece ser banguela?
Eu não consigo mais assistir o Jornal da Noite, na Band, porque só consigo prestar atenção naquela boca frouxa do Boris!

Será que o dentista dele é o Dr. Wilson Oliveira Santos???

Isso sim é uma vergonha! =P

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

10.000 livros por 10 reais no Submarino

Jurooo!!!
Submarino enlouqueceu e está com mais de DEZ MIL livros por apenas R$10!
Tem até aquele do Michael Jackson que nego pagou R$50 três meses atrás.

Estou atrás de umas literaturas clássicas. Tipo aquelas que me mandaram ler quando precisei fazer vestibular e não li até hoje (e já fiz a faculdade).

Dá pra se perder nesse site. O duro tá sendo pesquisar e olhar um por um... =/

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Ah, tá bom...

Gente, não pude evitar essa fofoca!!! Vejam essa foto:

Tá lá na capa do Ego:

Não dá para negar! Leonardo Miggiorin e Aparecida Petrowky se beijam

Ai, que vergonha alheia!!! Gente, ele é gay!!! Te juro, na verdade ele é daquelas bichonas que rebolam, cruzam as pernas, desmunhecam, jogam a cabecinha pro lado e contam um bafóóón! HAHAHAHAHA!!!
E ele é um gatinhooo... Eu mesma fiquei arrasada quando o vi no São Paulo Fashion Week fazendo caras e bocas, andando com um monte de bicha pobre!!!

Não lembra dele? Ele era o virgenzinho apaixonado pela Anita!

E o engraçado é ele estar fazendo isso e o site comprando essa história! Será que o Manoel Carlos mandou ele inventar um namorico para o personagem dele ganhar vida??? Deve ser puro marketing... ai, ai, essa televisão brasileira...

----

Falando em SPFW, acabou de chegar o e-mail de cadastramento... lá vamos nós para aquele circo de alter-egos descontrol. Preguiça.

Feriado incrível no Rio

Primeiro preciso dizer que definitivamente eu amo o Rio de Janeiro. É um clima de férias constante que me contagia!

Estava traumatizada com os acontecimentos passados, mas assim que desci do busão no meio da madruga já me senti em casa. Ainda mais quando entrei no (puta!) apartamento em Ipanema da tia que ainda não conhecia e fui tão bem recebida. =)
Mesmo cansada, acordei no sábado super cedo pra não perder um minuto do meu feriado na Cidade Maravilhosa. Direto pra praia com a Ju e a Jaque, que conheci na viagem pela Zooropa e estavam me atormentando para ir visitá-las.

No começo da tarde deliciosa com um sol não tão quente e algumas nuvens apaziguando o calor começou a garoar, chuviscar, logo viraram pingos de chuva e virou uma tempestade!! E nós dizíamos: vai passar, olha lá pra Copacabana, tá claro...
E nada, de repente quando já estávamos enxarcadas e com frio decidimos ir embora embaixo do maior temporal. Muito engraçada a debandada da galera da praia. Quando estávamos quase chegando no carro, discutindo o que faríamos sem praia e molhadas. DO NADA parou a chuva e instantâneamente o sol apareceu, olhamos uma pra outra rindo da situação:
- Vamos voltar?
- VAMOS!!!
Ainda choramos com o poder de persuasão da Jaque pro Julio, dono da barraca, e ele nos emprestou a cadeira e guarda-sol sem cobrar de novo. =)

As meninas tinham compromisso e foram embora. Algumas horas depois, de banho tomado, almoçada chegou a Ellenzinha para a gente dar um rolê, tomar um chopp no Banana Jack, um sorvete no Felice, passear pelo Posto 8 e chorar com aquela quantidade de homens lindos e maravilhosos e todos gays.

De noite fomos atrás de uma baladinha. Chegamos no Gente Fina, no Leblon, mas era 30 contos pra entrar consumíveis, só que a Lei Seca tá pegando forte no Rio e a Ellen não poderia beber, seguimos pra Barra, já que eu ia dormir na casa dela em Jacarepagua e seria meio caminho andado. Escolhemos, escolhemos e escolhemos a pior night: cheia de pirralhos e ainda por cima estava tocando pagode!!!
Só conseguimos ficar lá dentro 1 hora, vimos que não ia virar nada e decidimos ir embora. COISAS DO DESTINO! (G.)

Na manhã seguinte acordei com a Jaque me ligando pra agitar a praia: Bora, bora, bora!
Fomos até a praia de Grumari, que eu não conhecia. O tempo não estava nada bom, muito nublado e bastante vento. Não deu pra aguentar muito tempo deitadinha na areia de biquininho... começou a bater um frio da porra. Embora, again! Mas dessa vez o sol não apareceu para alegrar a vida. Fomos para o Barra SHOPPING!!! SIIIMMMM!! Fui OBRIGADA a ir em um shopping em pleno Rio de Janeiro, é mole? (Detalhe que na noite anterior também fomos no Shopping Leblon porque queríamos comer alguma coisa.)
Queríamos comer no Outback, mas sempre tem uma fila de espera absurda! Fomos para o Joe & Leo's e comi um hamburguer que não foi o melhor da minha vida. =/

Fomos para Ipanema buscar minhas coisas porque decidi dormir na Ju, já que estava no maior corre-corre, entra-e-sai do apê da tia e ainda "pa-pa-pa-party everyday" achei que estava incomodando demais. Só que ela estava na casa da amiga dela no Framengo. Fomos até lá pegar a chave, voltamos pra Ipanema pegar minhas coisas e voltamos de novo no Framengo pra devolver a chave. Ufa!
Tudo isso embaixo do maior toró... Fiquei emocionada no Framengo, morei lá alguns meses... passei em todas as ruas que eu circulava, numa época que eu não estava feliz, eram muitos, muitos perrengues, mas ainda estava com esperança das coisas melhorarem. Afinal de contas eu gostava muito de morar no Rio de Janeiro, só que não naquela pindaíba e ainda sendo puxada para trás pela "correnteza".

Partimos pra Tijuca, onde a Ju e a Jaque moram. Assistimos "Ele não está tão afim de você", como esse filme é uma lição de vida, né? Hahahaha!! Equipe Tcha Tcha Tcha já existia antes do filme, do livro e tudo o mais.

De noite tentamos de novo ir no Gente Fina, mas estava tocando pagode!! Meu Deus, o que está acontecendo com o mundo??? Ou pelo menos com o Brasil...
Acabamos indo na Melt, uma baladinha bem antiga lá no Rio, que custou $30 seco e estava tocando todo tipo de música: de Netinho com a Mila, passando por Chitãozinho & Xororó até o Black Eyed Peas com a minha música do momento. Não posso deixar de comentar que na balada só tinha homem gato, simplesmente só homens lindos! Não era um ou dois, to-dos! Quis casar e ter filhos com uns três pelo menos, hahahaha!!! A balada valeu demais por isso.

No dia seguinte fomos para a Barra, no Pepê, claro! A praia que eu vi o Márcio Delícia Garcia jogando futevôlei anos atrás, mas os famosos não estavam no Rio, devem ter ido passar o feriado na Ilha de Caras, hehehe.
Estava um sol de rachar e me acabei... fiquei toda ardida, mas feliz. Fora que o mar também estava delicioso: água não muito gelada e ondas não muito bravas, tirando o detalhe de que na primeira onda eu fui buscar a parte de cima do meu biquini nos joelhos, foi muito delícia!
E na fotinho eu tô com meu delicioso mate com limão e um crocante bixcoitox globo. =D

Almoçamos no tal do Galeria Gourmet, no shopping (mais uma vez!) Downtown e fomos pra Tijuca ver mais um filminho e esperar a minha hora de partir.

Meu feriado parece que durou uma semana de tanta coisa que fiz.
Cheguei direto pro trabalho, exausta, caindo de sono, mas me segurei até às 20h feliz da vida com o meu bronzeado.
Related Posts with Thumbnails