domingo, 31 de agosto de 2008

Não queeeeero! =(~

No sábado ainda tive forças para sair da casa da Nata e ir almoçar na casa da vovó, já que eu tinha desmarcado com ela no domingo anterior.
Ela fez um strogonoff bem gostoso e uma saladinha de couve-flor com vagem que eu AMO, e ainda tinha de aperitivo um vinho que meu pai deu pra ela de Natal (ou de aniversário, ela não lembra) com beringela curtida no azeite pra comer com pão, sabe? Ai eu AMO muito esso beringela da vovó.
Depois li a Contigo! da semana que ela assina e faz questão que eu leia. Porque quando era mais nova eu gostava de ir almoçar na casa dela e ler essas revistas de fofoca enquanto o almoço não estava pronto. Hoje não faço questão. Passo rápido só olhando as figuras e folheio mais para agradá-la, depois ainda tirei um cochilo e acordei para jogarmos uma partida de tranca.
A velha é muito larga, me deu um tombo atrás do outro, até que faltavam 50 pontos para acabar a partida e eu pedi pra acabar, não dava mais, não conseguia sequer pegar o morto, só somava ponto negativo!
- Então vamos tomar um chá na cozinha e você já está liberada para ir embora!
- Tá bom, vó.
E ela saiu correndo pra cozinha gritando "não vem ainda!".
- Pronto, pode vir.
Quando entrei na cozinha tinha um bolinho desses gostosinhos de padaria com uma vela acesa em cima. Ai, minha vó é tão bonitinha, né? Até me emocionei com tanta preocupação dela.
- Ó o bolo não é nada de especial.
Mas a vó Skol adora comemorar aniversários. Ela e minha mãe sempre fizeram altas festas elaboradas pra mim, com tema, bolo, docinhos, salgados, lembrancinhas pra depois dos Parabéns.
- Um brinde!
- É, aos meus... vin-te-e-cin-co anos.
- Nossa! É mesmo. - e fez uma cara pra mim de "como já passou".

Fui pra casa. Liguei a TV e estava passando um comercial da Natura com mulheres lindas e aquelas frases cheias de números e no final:

Natura Chronos Renovação Celular 25+ é o anti-sinais da mulher de 25 anos que quer saber mais sobre si mesma, se olhar e se cuidar, pensando no hoje e no logo mais.

Comecei a choraaaaarrrr em frente à TV e gritar:
- EU NÃO QUERO COMEÇAR A USAR CREME PRA RUGAS, CLÉÉÉÉO!!! BUÁÁÁÁ!
E a Cléo me olhando assustada, do tipo: calma, mãe, que bobagem!
É sérioooo. Eu tô arrasada, estou amando a minha vida neste momento, não sei nem como poderia ser melhor, talvez só um pouco de dinheiro a mais, mas eu vou fazer 1/4 de século e isso me assusta. Estou muito em crise e as pessoas estão dizendo que eu estou maluca em antecipar em cinco anos a minha crise de idade.
Ontem a Moniquinha veio aqui e contei o episódio acima pra ela e comecei a chorar de novo e ela a rir:
- Ai, Mari, você vai chorar de novo? Você não precisa ainda usar creme pra rugas. Tudo isso é porque você está no seu Inferno Astral.
Snif. Não quero envelheceeeeeer!!!

Olha aí o vídeo SAFADO da Natura. Não é pra deixar qualquer menina de 25 anos arrasada?

Sexta-feira em três rounds?

Sexta-feira começou o primeiro round com o aniversário da Evelyn no Drosophyla, na Rua Pedro Taques, fui lá só para experimentar a caipiroska de carambola com manjericão que a Evelyn tanto falou e com Absolut ficou melhor ainda, mas gostei mesmo da cotidiana caipiroska de frutas vermelhas, hmmmm, pena que os morangos estavam meio congelados, ou seja, não estavam tão frescos quanto dizia no cardápio.
Mas recomendo o bar pra você ir com uma galera e dar muitas risadas sentada em banquinhos de plástico em volta de uma mesa feita com tampa de barril de vinho, sabe? Fora os freqüentadores felinos que circulam por lá mendigando comida, são muito fofos e ficam no seu colo recebendo carinho, se você quiser dar é claro. Eu encontrei a minha companheira peluda saindo do banheiro, que aliás também vale a visita pela decoração nas paredes.

O segundo round era para ser rápido no Bleecker St. na Vila Madalena, aniversário de uma ex-roommate da Natali, mas logo que chegamos, mais ou menos uma meia-noite, encontramos um amigo da aniversariante, que a Natali conhecia do dia que ele ajudou a menina fazer mudança.
Conta a lenda que na hora que ele foi levantar a máquina de lavar roupa com a ajuda de outro cara que estava ali na roda pra confirmar a estória o cara soltou um pum muito alto.
- Pô Mari, imagina esse cara na minha casa no sábado de manhã, me tirou da cama e ainda peidou na minha casa.
A gente riu muito com o cara que falava mais que a boca. Tomamos algumas e eu já estava bastante alegre quando a banda começou a tocar. Uma banda muito doida que mistura a letra de uma música com a melodia de outra tipo: O Rappa com Bob Marley, Paralamas, Cássia Eller, Nando Reis, todas com uma melodia gringa, bem louco, até que veio uma mistura de não-sei-o-que com funk e o cara disse:
- Ae mulherada sobe aqui pra dançar pra gente.
A Natali abriu um sorriso com o pancadão rolando:
- Vamos lá?
- Ué... - olhei meio espantada - vamos, né?
Aí é aquela coisa: a mulherada faz o maior doce pra zoar em cima do palco, quando alguém toma essa coragem, no caso eu e ela, pronto, todo mundo quer subir. Virou a maior zona, foi muito engraçado.

No fim das contas a gente ficou tanto tempo no Bleckeer St. que quando decidimos ir para o terceiro round já era 5h da manhã, estava um frio desgraçado e a balada estava fechada. Ainda bem porque a Natali tinha que estar no trabalho às 9h. E às 10h30 ela me acorda:
- Mari seu celular tá fazendo ligação? Meu, o despertador não tocou, tô fodida.
- Hehehehe. - só consegui dar um sorrisinho com a boca amarrada de guarda-chuva.
- Isso que dá ficar bêbada, hihihi. (ela só dá risada assim "hihihi", hahaha)

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Novo CD d'O Rappa

Acabou de chegar o novo CD d'O Rappa, 7x (Sete vezes? 7 vezes? 7 vêis, rsrs). Senhor! Que CD chato! Páporra!!!!

Ouvi ele meio que trabalhando, então não consegui prestar muita atenção nas letras, mas o som é muito chato mesmo!

Parece que o CD está riscado e girando, girando, girando no CD anterior, "O Silencio Que Precede o Esporro", que tinha várias citações de Wally Salomão (Tenho o pé no chão porque sou de Virgem, mas a cabeça eu gosto que avoe).

Eu gostava tanto d'O Rappa de lado A, lado B, lado B, lado A... ou de "TUMULTÔ! Corra que o tumulto está ar-madô!" =/

Bom, vou ouvir de novo porque é difícil gostar de um som na primeira ouvida, mas acho difícil, ainda mais que estou num momento muito Moptop, agitadinho.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Cléo de peruca??

Ai Senhor, não tem mais o que inventar, né?
Mas pensa que é muito bonitinhooooo, hahahahaha... Eu adorei a de dreads, mas a Cléo ia ficar linda de peruquinha rosa, rsrs.

Lê mais aqui na Globo.com. Não é a toa que o site chama "Planeta Bizarro".

Malvino Salvador na GLOSS

Eu falo que vivo no mundo do luxo, poder e glória. Hahahaha.
Que homem bom, que perfume bom. Benzadeus! Ele veio lançar o Dior Homme Sport, é bom, viu? Mas deve ser caro e só vai começar a vender em outubro. Aguardem.

Confere o post que publiquei na GLOSS.

100 dias de sexo?

Isso é possível? Acabei de ler numa matéria da Vip que é sim, inclusive 101 dias seguidos, sem parar, uma transa no período de 24 horas no mínimo... um casal americano decidiu encarar a maratona. Vale a pena ler pelas dicas, hehehe. Gostei da idéia com a bola de Pilates. ;o)

Vai lá.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Chamada Generator da Sessão da Tarde

Nessa sexta-feira embarque em um grande sucesso do cinema: Denny DeVitto é um cachorro que tem um talento muito especial e vocês verão uma tremenda confusão para dar e vender quando esse cachorro resolve detonar tudo em uma incrível fuga onde não vai faltar zoação e muitas roubadas!

Faça a sua chamada da Sessão da Tarde no "Chamada Generator". Ai, é uma bosta, eu sei, mas prometi que vou atualizar o meu blog sempre, rs.
Coloca sua chamada aí nos comentários, se é que você perdeu seu tempo com isso, né? =D

Novo Firefox

Quem usa o Mozilla Firefox como navegador amado, preferido, querido, mais funcional já deve ter recebido um aviso de atualização para a versão 3.
E por favor, o façam!
Ele está muito bonitinho, não percebi mudança em funcionalidades, é mais o layout dele que era bem secão e agora está redondinho, cheio degradês e brilhos, do jeito que quem usa Internet Ecaplore gosta.

PELAMORD'DEUS!!! Instalem FIREFOX, usem FIREFOX, abandonem o lixo do Internet Explore!!!! Nós, webdesigners, agradecemos porque vivemos de gambiarras e trabalho duplicado porque precisamos que um site seja igual nos dois navegadores e o IE sempre tem que ter uma gambiarrazinha porque ele não aceita isso, não lê aquilo, etc.

Faça o download aqui.

Maísa bonequinha

Segundo a coluna Zapping de hoje, Maisa, seis anos, ficou encantada quando pegou sua própria boneca no colo. Quem viu a cena diz que seus olhos brilharam. A boneca Maisa fala oito frases (tiradas das que a menina diz no “Sábado Animado”, do SBT) e deve custar em torno de R$ 60.

Que bonitinhaaaaaa, a Rainha em forma de boneca!! Mas esse não é meu presente de aniversário ideal, tá?

PS: roubei daqui, enviado pela Moniquinha que sugeriu esse presente de aniversário.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Só em Sum Paulo

O caminho que ando do carro estacionado até a firma é um pouco longo e cheio de pés de amora, que inclusive estão na época de dar.
Sempre tenho vontade de comer algumas porque elas ficam bem ao alcance e estão carregadinhas, só que todos os pés estão ali do lado do Rio Pinheiros, meio nojento.

Lembro de um professor dizendo que uma vez foi no IML fazer não-sei-o-que, andando pelo corredor, de repente sentiu um cheiro forte de carniça (defunto, presunto, sabe?) e logo concluiu que o cheiro nada mais é do que partículas espalhadas pelo ar do falecido, então ele fechou a boca bem forte e andou rápido pra não ter pedaços do geladão na boca.

Quando sinto o cheiro podre do Rio Pinheiros fico com a boca bem fechada para não entrar partículas de coco na minha boca e looooogo as amoras estão cheias de coco, é praticamente um coco brotando da árvore.
A única coisa gostosa e cheia de coco do Rio Pinheiros é o pão de queijo vendido na estação Santo Amaro, tem um cheiro terrível do queijo-chulé mais o Rio Pinheiros, mas quando você come o pãozinho quentinho, macio, é uma delícia e só custa R$1 as 10 unidades.

Bom, tudo isso é conclusão do meu ex-professor, da ex-faculdade.
E eu só lembrei disso hoje porque no famigerado caminho do carro até a firma vi um motoboy estacionado na via expressa da Marginal Pinheiros saboreando amoras com essência de coco. Rá! =)

PS: afinal de contas como se escreve coco? Com acento? Sem acento? Pri, faz favor?

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Retiro espiritual

O finde foi muito, mas muito goxtoso!!!
Viagem inesperada. O que uma mensaginha no celular não faz pela gente, né?

Queria ir pra praia fazia muito tempo, mas não dava, não dava, muitas contas a pagar. As Tcha Tcha Tchas me botaram mó fogo no rabo e na quinta-feira já tinham arregado, todas! Aí desisti e lembrei da Nata, que praticamente mora na praia, né? Mas já tinha desistido de ir... queria fazer baladinha com ela, porque ficamos naquele de "tá combinado" e já fazia algumas semanas que tinha ido na casa dela.
Ela respondeu: topa ir pra praia? sirenão na faixa?
Pô, aí é demais, né? Hehehehe...
A galera do trampo fica me zoando porque eu topo todas, como disse em post passado "me chama que eu vou", mas se não for agora, será quando?

Fomos pra Boracéia, o Carlito, irmão mais velho dela, mora na Morada da Praia, quem conhece saaaaaaabe! É goxtoso! Hehehehe. A casa deles é linda, pago um pau. A Renata, cunhada da Nata, é arquiteta então dá pra imaginar o naipe da casa, né?
Ficamos no esquema tapa na pantera, só trocando o chá pelas brejas e breja daqui, breja dali, quem tem pique pra ir pra balada?? Eu que não! _o_
Ah, mas foi muito bom, me contento com qualquer coisa, né? Estava chovendo e eu quase não vi o mar. Vai, pra dizer que não vi, fomos até a praia comer um peixinho e molhar o pézinho na água, pronto. Fiquei feliz!
E tinham os dois pequenos pra completar o finde: a Isis que tem a idade das minhas sobrinhas e são amigas, a Isis lembrou delas. E o Ian que é um anjinho com cachinhos de ouro, muito fofinho! Pula no colo e fala ó-ou, igual o ICQ, hahahaha.

E o melhor foi ir pro trabalho de alma leve com o rádio tocando:

Sweet hooooome Alabama
Essa foi pra mim, animada, pra começar o dia, a semana, a paulêra...

E agora tá combinado de irmos pro Rio, quem vai hospedar a gente? Provavelmente vai ter mais alguma Tcha Tcha Tcha também, então uma casa com muito chão pra colchão!

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Ioga

Ah, nem contei que comecei ontem a fazer acadimia! Já que não vou mais estudar e trabalhar a mente, então vou trabalhar o corpo e conseguir uma barriguinha sarada se não for até outubro, que seja até dezembro!

Minha primeira aula de Ioga... e eu ADOREI!! A salinha escura, professora toda zen, explicando as paradinhas da Ioga, o que é uma pessoa assim, pessoa assado, não lembro mais porque são uns nomes muito complicados.

Nossa, como eu estava precisando me esticar toda como na aula... Posição do cachorro espreguiçando!!! Hahuahuahauhau!! Bem louca!
Hoje estou até com umas dores físicas pós-ginástica, ai que delícia!

Depois vou contando como é a vida cotidiana de uma pessoa malhadora... rs! (O banheiro é um post a parte)
Só essa primeira experiência já rendeu muitos posts, mas eu tô fodida no trampo e não consigo nem fazer cocô.

Na hora do almoço

Essa é mais uma da série "coisas que só acontecem comigo".

Estávamos Nel, Mari Mc e Fernandinho sentados no bandejão da firma, perto do caixa, uma hora da tarde é a hora do rush do almoço então senta-se onde acha-se lugar. Quase terminando o almoço, quando já tinha descoberto que o meu abacate batido estava passado, horroroso, com gosto de cerveja do dia seguinte, depois de tentar me livrar do gosto horrível na boca com um restinho de suco de manga quente, que eu também odeio, surge no caixa um menino muito bonitinho que a Evelyn que trabalhava na GLOSS paga um pau e comecei a conversa:

Eu: Olha o gatinho da Evelyn.
Nel: Cadê?
Eu: No caixa, ali atrás. Nossa ele tá de bigode?
Mari Mc: Tá! Credo tá parecendo o Seu Madruga!
Eu: Ah! Tá nada, acho muito estaile.
Nel: Não acho ele muito bonito.
Eu: Ah, ele é gato e esse bigode tá show, parece anos 70.
Mari Mc: Tá parecendo o Seu Madruga!
Eu: Mas eu não beijaria de bigode, só acho estaile anos 70.
Nel: Não acho que ele é muito bonito.
(E o menino lá pagando a comida dele. Fernando, macho que é, nada comenta. Eu destrinchando em comentários.)
Eu: Ah ficou bem legal de bigode, sim.
De repente o menino pega a bandeja dele, vira para nós, vem andando em nossa direção, procurando onde sentar, quando a menina que estava do meu lado faz um aceno, ele começa a se dirigir para a nossa mesa.
Eu: Ai Meu Deus, pensa que ele vai sentar aqui do lado!!!
Ele dá a volta na mesa, para se sentar ao lado das meninas que o chamaram. Eu comecei a morrer de vergonha. Fernando, Nel e Mari Mc não têm nem um espasmo de reação do tipo "vamos levantar". Comecei a ficar tensa de pensar que o cara ia sentar ali do lado e eu já tinha visto que a amiga do lado estava se rachando primeiro porque ficamos comentando sobre o cara e segundo porque ela conhecia ele e terceiro porque ele ia sentar ali do lado!!!
Nesses poucos segundos eu só dizia:
- Então vamos embora, gente?
E nada, ninguém se mexia, quando o menino estava quase sentado, peguei minha bandeja, sem olhar pros lados, sem olhar pra trás e disse:
- Então é isso, tchau pra vocês!
Fui até a dispensa de bandeja rindo, mas aquele riso de vergonha, de tensão. As pessoas me olhavam e nenhum dos três me acompanharam. Até que a Nel me alcançou:
- Nelizeeeeeee, que vergonha, meu!!!!!
- Hahahahaha, eu sabia que as meninas são amigas dele.
- E por que você não falou nada? Um toque com a cabeça, com a sobrancelha.
- Mas eu tentei, você não percebeu que eu fiquei falando que não achava ele bonito? Mas você não tirava o olho do menino e fazedo comentários.
- Céus, que vergonha! Se vergonha matasse eu estava mortinha... Vamos Fernando que vou pagar o café pra você.
- E você? Não vai tomar café?
- Não, estou com indigestão. Se vergonha encolhesse eu estaria desse tamaninho.
- Hahahahaha, a cara de vocês foi muito engraçado. - finalizou Fernandinho...

.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Isso é muito louco

Queria muito ver esses grafites por toda a cidade. São divertidos!
Alegram essa cidade feia e fedida:




Veja mais no site dos caras!

Isso faz parte das futuras ações de intervenção social urbana que farei parte. MISTÉRIO!

.

Saciada

Consegui ontem saciar minha vontade de comer num japa. Mandei uma mensagem pra Moniquinha, que já tinha recusado meu convite:
"Um salmãozinho suculento, laranjinha, fresco, acompanhado de pratos de shimeji fumegantes... Hmmmmm"

Ela respondeu:
"Obrigada pela solidariedade"

Retruquei:
"Não atiçou? Vai continuar na aula?"

"Você vem me buscar?"

E lá fui eu me despencar de Pinheiros até a Consolação, pegando a maldita Rebouças andando de primeira-segunda-pára-primeira-segunda-pára.
Peguei ela em frente o Mackenzie e continuamos a Consolação.
- Entra aqui.
- Aqui?
- É! Ah, não, entra ali...
- Aqui??? Acho que era lá mesmo, hein? Congonhas, pô! A gente não vai em Moema?

De repente as placas só indicavam: Zona Norte, Zona Lost, Brás, Cambuci... que diabos!
Ficamos 1 hora subindo e descendo o tal do Elevado (aliás são quantos Elevados?), parecia que rodávamos em círculos e nada de placas Zona Sul, Moema, Congonhas, Restaurante Japonês...
E a MONIQUINHA falando a cada rua que entrávamos:
- Ah, aqui eu conheço, tô em casa, já passei várias vezes aqui. Entra ali, não! Ali... ali!!
- Pooooooooooorraaaaaa!
E eu virando o carro pra um lado e pro outro, que nem uma louca, parecia que estávamos andando de carrinho de bate-bate. As pessoas buzinando, dando luz alta...
Até que depois de pegar a Radial Leste, chegar na puta que o pariu, conseguimos voltar. Ufa!

Debulhamos no japa, pra variar, mas dessa vez conseguimos nos controlar para não sair rolando de lá.

Ouvindo...

Cássia Eller - No recreio

Adooooro essa música, já foi até template do blog anos atrás, de amores de anos atrás.

"Não quero acreditar que vou gastar desse modo a vida, olhar pro sol só ver janela e cortina. No meu coração fiz um lar, o meu coração é o teu lar. De que me adianta tanta mobília se você não está comigo..."

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Socorro

Preciso comer num japa.

Preferia ter uma companhia pra isso...

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Dois churras, um fim de semana

E haja fôlego.

Sábado eu estava total morgada, nem queria sair. Estava revendo os últimos episódios da 4a. temporada de Sex And The City porque não tinha a 5a., o jeito era assistir de novo o único disco que eu tinha ('a' viciada) (tô nos episódios que ela treta feio com o Aidan, depois termina com ele e o Big se muda pra Califórnia - diz a Naila que a 5a. temporada é a mais chata).
Coloquei o celular no "mudo morto", não queria atender ninguém, falar com ninguém. É às vezes me dá dessas coisas... fico enfurnada, de mal humor, com bafo, com remelas, descabelada, de roupa velha, com a Cléo deitada na minha barriga, ou seja, incasável, impegável, imbeijável...
Quando deu três horas da tarde lembrei que tinha marcado depilação, pensei em desmarcar, estava morrendo de fome, resolvi fazer o último miojo do armário, tomar um gole de coragem e ir pra sessão de tortura, afinal de contas eu estava a macaca Chita, fazendo trança nos pêlos, cheguei toda trançada pra depilar, rs.
Saí de lá um quilo mais leve. Ufa!

(Depois desse parágrafo é que eu não arrumo um pretê miiiieesssmo)

Voltei pra casa ainda no clima Náufrago, eu e Wilson, digo, Cléo (êta gata companheira, viu?), enfurnadas no quarto escuro, embaixo das cobertas (estranhamente estava um puta sol e calor lá fora, mas meu apê é frrrrio), assistindo de novo Sex And The City.
Resolvi dar uma olhadinha no celular e três ligações perdidas mais duas mensagens... acho que estão me procurando. Não retornei nenhuma, claro. Mas nas mensagens a Pri me chamava pra festa de despedida do Fê lá na PQP e a Tuca me chamava pra um churras logo ali do lado de casa. Tomei banho e parti pro churras com intenção de depois ir pra PQP se alguém também topasse.

Cheguei no churras, não sei porquê a Tuca só anda com os kids, ainda precisávamos comprar as coisas do churras.
- Vamos a pé até o mercado.
- A pé?!?!? - gritei olhando pro meu pé de sandália de salto. - Ah não gente, eu tenho carro, a gente pode ir no carro.
- Mas cabem sete pessoas?
- A gente faz caber, eu vou dirigindo mesmo, vocês se viram.
Ficou naquele vai, não vai, acabei topando ir a pé... quanto tempo que não andava por aqueles lados. E aTuca e a Carol já estavam bêbadas, topariam qualquer coisa.
Compramos as coisas, eu fiz questão de levar uma vodka, morango, kiwi e uva. Fiz a festa! Drinques até morreeeerr e o melhor de tudo: gastei R$8!!!
E era tipo um churras rave, os caras revezando nas pickups, a gente pirado nos drinques e ainda tava rolando um narguile de maracujá. Churrasco mesmo... comi só uns pedacinhos de carne, hehehe, porque a gente vai no churrasco é pra beber, né? =D
E pensa que t^olá eu no churras, conversando não sei com quem que eu conhecia de anos atrás e um menino diz:
- É eu também te conheço há muito tempo...
- Conhece? Como assim? - fiquei assustada.
- Sou o Bruno, irmão da Renata, do São Vicente.
- Meu Deeeeeuuuuussssss!!! =O Como assim menino?? Você é grande agora!!! Olha só (parei do lado dele e pensa que eu não batia no ombro dele!!!). Ai jesus tô muito velha, você era um pivete desengonçado!
- É, hehehe.

Nossa, fiquei arrasada mesmo, falava pra Tuca: a gente tá veeeeelhaaaa, o tempo tá passando, a vida tá passando Tuca, a gente não fez nada ainda. Já tenho quase 25 anos, um quarto de século!!! Daqui a pouco aparecem as rugas... buáááááá!!!
- Cala a boca, Mari.

Final da história: não fui pra festa do Fê. Não lembro como cheguei em casa, mas sei que fui bem devagarzinho e que não ralei meus retrovisores na minha vaga.

----

No domingo, Moniquinha me ligou e me acordou:
- BOM-DIA-PRIMA-A-A-A-A!!!!
- Bom dia...
- Vem pra cá que vai ter churras.
- Levo o que?
- Carvão e dois refris.
Beleza, gastei mais R$10 e assim se passou meu final de semana mega divertido e mega barato. Por isso que preciso morar numa casa: pra poder promover churras todos finais de semana e gastar bem pouquinho.

domingo, 17 de agosto de 2008

Ritmos latinos! Arriba!

Nunca vi um aniversário na balada com tanta gente!
A Paola conseguiu lotar o Rey Castro só com os convidados dela, benzadeus! Até ganhou uma garrafa de champagne!

Nossa nos divertimos demais! Pensa que a banda toca Shakiraaaa e um monte de músicas de argentinos, tipo desse vídeo que coloquei embaixo!! Foi demais.

Vi algumas coisas bizarras na balada. Muito tiozão, lá é o lugar certo para arrumar marido, hahaha, todos de quarenta pra cima!

E eu fui pedir uma caipiroska de Smirnoff de kiwi, o cara fez de morango e me deu um cartão a mais! Aí eu devolvi, falei que tava errado que ele já tinha devolvido o meu. Aí as meninas falaram: ai que burra! A gente ia beber todas no cartão!!! Hehehe, depois que paguei a minha conta também me arrependi d enão ter ficado com o cartão... maldita consciência! =P

E a gente assistindo o Cielo ganhando a medalha? Maior emoção, todo mundo parou a balada pra assistir pelas TVs. E ele chorava e eu chorava também. Eu choro por qualquer um nas olimpíadas, hehehe, acho muito emocionante. Se perde eu choro, se ganha eu choro, se machuca eu choro. Tadinhos, né? Eles se matam tanto por tudo isso, fico comovida.
E ficaram a noite inteira reprisando a disputa dele.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

He-he-he-he-restaurante!!!

Gente, quem nunca viu esse vídeo, por favor vejam.
É velho, mas todo mundo que eu comento não conhece, então por favor, AMIGALHES e AMIGALHOS assistam:

Moptop

Ontem fomos até a Universal Music entrevistar o Moptop pra GLOSS... que gatinhos! (Primeiro comentário a fazer, hehehe).
Porque não basta ser designer, tem que ser repórter E cameraman-girl.
Poderia me casar com o baixista Daniel (o terceiro na foto). Acho que ele gostaria, hehehe.
TIVE que falar pra eles que conheço a banda há muito tempo, quando eles não eram famosos. Vi um show no Teatro Odisséia, que tava rolando o Mercado Mistureba em 2006, tempo que morava no Rio.
Fizemos vídeo e logo vamos colocar no ar. Eles foram bastante simpáticos, apesar que eu acho que o guitarrista, Rodrigo, estava bastante entediado, hehehe.

No final da entrevista eles foram ver como estava o som do palquinho logo ali do lado de onde fizemos a entrevista. Eles fariam um show íntimo mais tarde. "Vocês estão convidadas, hein?!". Aaaiii...

----

Só que "mais tarde" foi a festinha surpresa da Paola e essas coisas de amiga a gente não pode dar o cano, né?
Seu Carlinhos contou muitas piadinhas, fez mágica e umas caipirinhas de kiwi maravilous!
A Fabi me ligou, tipo umas nove horas da noite:
- O show ainda não começou, você vem pra cá?
- Ai, acho que sim, mas ainda não cortaram o bolo.

E eu também precisava de uma companhia pra ir porque é mó treta de chegar na Universal... Falei pra Pá:
- Pá, você tá afim de ir ver um showzinho do Moptop?
- Quero, mas não sei quando as pessoas vão embora. Onde vai ser?
- Na Universal.
- Na igreja aqui do lado? Demorou...
- Hahahahahahahaha...

PS: ela não falou brincando. Essa é a minha amiga Paola.


----

Tô cansada... Fabi vai entrar de férias, tô lascada... tudo bem, em outubro desconto nela, rs.

----

Acabei de voltar da gravação da Patrulha da Decoração... odeio fazer isso. Não gosto de sair da redação pra filmar patrulhas, levo o dia inteiro. =/

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Adeus unhas de gel

Hoje voltei no salão Tampopo pra tirar as fadadas unhas de gel.
Estavam muito feias.
A nail design (não é manicure, tá?) ainda perguntou se eu queria fazer mautenção ou retirar as unhas.
- Tirar, tirar, tirar, por favor! Se não vou morrer no hospital...

Demorou um pouquinho, ela lixou demais, deu agonia, parecia que ia lixar tudo e eu ia ficar sem dedo, mas foi tudo certo...

CANCELAMENTO DA TAXA TELEFÔNICA

Meu pai mandou e ligou pra confirmar. Então, façam também:

CANCELAMENTO DA TAXA TELEFÔNICA de: R$ 40,37 (residencial) e R$ 56,08 (comercial)

Quando se trata do interesse da população, nada é divulgado.

Ligue 0800-619619.

Não digite nada. Espere para falar com uma atendente. Diga que é para votar a favor do cancelament o da taxa de telefone fixo.


O Projeto de Lei é o de n.º 5476.

Esse tipo de assunto NÃO é veiculado na TV ou no rádio, porque eles não têm interesse e não estão preocupados com isso. Então nós é que temos de correr atrás, afinal quem paga somos nós!

O telefone a ser discado (0800-619619, de segunda à sexta-feira das 08 às 20h00) é da Câmara dos Deputados Federal.


Passe para frente esta mensagem para o maior número possível.

LIGUE: 0800-619619. Vamos divulgar.

Entrando em vigor esta lei, você só pagará pelas ligações efetuadas, acabando com esse roubo que é a assinatura mensal. Este projeto está tramitando na 'COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR', na Câmara.

Quantos mais ligarem, maior a chance.

O BRASIL AGRADECE!

Não adianta a gente ficar só reclamando.

Quando podemos, devemos tomar alguma atitude...

Envie uma cópia para TODOS OS SEUS CONTATOS AGORA!

Além de tudo o Excambau!

Ontem, saindo da minha ex-faculdade liguei pra minha cu dizendo que ia lá levar uma revista que ganhei, Casa Cláudia, e sei que ela adora.
- Ah, pode vir, tô eu e o Wlad aqui tomando uma breja.
- Ooopaaa, demorou!

Saindo da (ex)facul ouvi um barulho de carro batendo. Era mesmo um acidente, a menina não parou no PARE e veio uma Variant e pumba! Arregaçou os dois carros. Coitado dos dois. A menina estava desesperada, assustada, sem cinto, acabado de sair da facul pra ir pra casa, com umas amigas no carro, cheio de papel pela rua. O dono da Variant fodido da vida, ele parecia ser bem simples, e aquele carro, talvez, tudo que ele tinha, ele chutava o carro, levava as mãos na cabeça e falava pra namorada "E se fosse o ônibus? A gente tinha morrido!!". E a namorada estava muda, com dores no joelho.
Fiquei comovida com a situação, fui lá ver se estava tudo bem, mas não precisavam da minha ajuda.


Cheguei no meu irmão tinha uma galera lá! Hahahaha, as pessoas vão aparecendo, aparecendo, tá feita a festa! Excambau está preparando o lançamento do CD, então eles ficam fazendo "reuniões" pra ter idéias, decidir coisas, etc. Resultado: saí de lá uma da manhã e bêbada, rs.

Noites Livres

Abandonei a faculdade.
Está decidido.
Não consegui nem 1% de desconto então não quero mais brincar.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Café.com Blog

Voltando do Café.com Blog com a Fabi (fomos a pé porque era do ladinho do trabalho e somos meninas que pensam no meio ambiente, gostam de fazer exercícios e não temos carros dispoíveis, hohoho) vimos entrando na empresa um conhecido com um carro igual ao nosso, a Fabi disse:
- Olha ele tem um Potinho!
- É... que coisa.
- Que pobre.
- Ele não gosta de ostentar.
- É pode ser.
- Se bem que se eu fosse ostentar alguma coisa seria um Fox-zinho básico.
- Ah, eu iria ostentar um C3.
- Ah, aí teria que andar com o namorado Wilson do lado.

Ah, desculpa, Fabi.

----

Muito pão de queijoMas falando desse Café.com Blog foi um semináriozinho de pessoas discutindo sobre... tcham tcham tcham BLOGS! =D
Logo que chegamos falei pra Fabi: ainda não consigo acreditar que as empresas estão levando os blogs a sério!
Eu escrevo essa tranqueira aqui há exatos seis ÂNUS! E nunca ganhei dinheiro, prestígio, luxo, glamour ou glória... passei algumas vergonhas, isso sim.
Bom, mas acontece que disseram lá que "ter um blog é imprescindível tanto como ter um e-mail, ou orkut, ou qualquer outra coisa dessas". Eu já acho que nem todos devem ter blogs, tem tanta coisa ruim e dispensável por aí. Se você não tiver coisas interessantes pra contar, ou engraçadas, não o faça. Eu não gosto de blogs de poesia, por exemplo, não consigo entender, pra mim não faz sentido, mas nem é a poesia em blog, é a poesia em qualquer contexto. Pra quê escrever poesia? Escreve um texto compreensível que consiga atingir todo mundo, sem decifrar frases, palavras, pra isso existe as revistinhas Passatempo.
Bom, fugi do assunto.
A palestra mais interessante foi do Fred Pacheco, que trabalha na Predicta e trouxe NÚMEROS. A gente adora ver números, ainda mais quando descobrimos que o Youtube é a coisa mais acessada do mundo! Mais que tudo, que qualquer coisa que você esteja imaginando. E que "blog" é uma palavra mais buscada do que "futebol", OHHHHH!! Isso sim é impressionante! Apesar que blog é blog em qualquer língua, já futebol em inglês é soccer. Mas isso não importa, o que importa é que meu blog mais bem visto do que meu time, hohoho!

Outra coisa interessante da palestra foi mais uma vez ouvir que nós que temos blogs devemos exercer nosso direito de velhinhos resmungões. Por exemplo: eu tive um tênis Fila que rasgou com menos de um ano de uso. Tentei procurar pelo fabricante, mas eles me disseram basicamente: ema ema ema, cada um no seu quadrado. O que eu fiz? AMEACEI eles em criar uma comunidade no Orkut difamando a marca... e lá está minha comunidade, com apenas 12 membros, mas fiz de coração. Ela nem aparece na busca, mas tudo bem, fiz algo pelo mundo. =)
Agora preciso fazer a comunidade: ODEIO MINHA GELADEIRA DA ELETROLUX (acho que é essa marca).

----

Ah, preciso falar da festa de sexta-feiraaaaa!! (Ai minha vida acadêmica indo pro saco!)
Chegaram uns convites pra festa da Puma, lançamento da coleção da delegação da Jamaica (ufa! que difícil). E era dia oito do oito de dois mil e oito. Uh! MÊDA!
Mas o que importa é que a festa estava MUITO boa cheia de vodka Absolut e Red Bull , affff... pouco bêbada! Sorte que o Fê foi dirigindo pra xente!
Estavam lá Toni Garrido (ou seria Bellotto? hahahaha), Edgard Scandurra (charme, adoro!), Chris Couto (num mundo só dela e acho que com uma namoradA, hehehe) e muitos gatos, muitos homens lindos, muitos maridos, muitas paixões miojo, muita vodka, já comentei essa parte, né?
Ah, pensa que o Laranjinha e o Dadinho também estavaaaaammm e paqueraram a Rê! Hahahaha, eles são do tamanho do meu dedo mindinho, mó bunitinhos, hehehe.
Encontrei algumas pessoas do meu departamento (CSI), muitos bêbados, outras antipáticas (não sei o que acontece com a cabeça de alguns seres desse planeta, tipo Chris Coito, quer dizer Couto). Falando em seres estranhos. Ambientando: acabamos de chegar, analisando o território, a Rê deu um sorrisinho do tipo Miss Simpatia para um carinha:
- Oooooooiii eu sou o Renato Fonseca, da Sadia.
- Oi, eu sou a Renata.
- Essa festa está um ciiiiircoooo!
- Um circo de horrores?
Putz!

Como é bom viver nesse mundo de luxo, poder e glória, né? Como é bom beber Absolut a noite inteira chegar muito bêbada, mas acordar 100%!! Quero muito ouro!

----

Só quero dizer sobre sábado que eu DESISTO daquele Little Darling, de Moema, bandinha ruim e o Celso Portiolli vive lá, continua querendo fazer novas amizades, perguntando de que caravana as pessoas vêm. E eu, bom, eu não perco a oportunidade de dar uma zoadinha:
- Olha, vocês são quatro mulheres lindas, isso é incontestável.
- Sim, incontestável.
- Hehehe.
- HEHEHE!
- Hehehe.
- HEHEHE! Incontestável!
Tipo "a louca"... ah vá vá, me economiza.

----

Ontem teve show do Dijavan (gosto de escrever assim, tá? Djavan é out.) Não tinham celebrities. Estranho, né? Porque o show estava lotaaaaaado! Tinha eu e a Tuca, ótimo! E meu lugar não era tão ruim quanto parece na foto do lado, dava pra ver todas as ruguinhas do cantô.
Ele é muito querido!! E as dancinhas?? Seria Dijavan o Michael Jackson Negão brasileiro? O engraçado eram os "OBRIGADO!"s no final de cada música... muito divers!
Pena que o esquema de estacionamento do HSBC é péssimo! Forma-se uma multidão na porta esperando pelos carros. Mas como eu sou muito ixpierta, estacionei no quarteirtão de cima e ainda pechinchei... =D E a cerveja? É a mais cara do mundo, né? Cerveja de ouro. SEIS REAIS numa Nova Schin? É dose, hein? =/

Veja abaixo meu vídeo de "Eu te devoro":


----

Falando na Tuca, ela tem umas histórias sinistras com os namoradinhos dela. Junta ela e a Nelize, eu arrumo um Mr. Big (chega de Mrs. Littles na minha vida!!!) e tá feito o Sex And The City brasileiro. =D

PS: eu tô muito neurótica-psicótica-viciada em Sex And The City? Porque se sim, avisa aí, tá? Hehehe.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Aos poucos

Infelizmente terei que postar como Jack Estripador, em pedaços... passam muitos dias e eu esqueço de atualizar aqui e as estórias vão se acumulando, blá, blá, blá...

----

Meu momento musical mudou. Agora estou Estelle total. Muito bom o som da negona.



----

Minhas unhas de gel estão me deixando nervosa. Quero tirar tudo!
Usei creme que não podia, acho que por isso elas estão meio que descolando, está estranho.

----

Se liga no que um amigo da facul deixou no meu scrap. Pra quem anda sozinha(o) de noite está no mercado o super Boneco Wilson: bonecowilson.com.br
O duro é não ter medo do danado.
Um outro amigo perguntou se ele tinha o corpo completo pra servir pra outras coisas, se é que me entende, cof, cof, cof.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Unhas de geeeel

Aaaaiiii eu estou tãããooo garota Golóssss... quarta-feira a Fabi me chamou pra ser cobaia de (mais) uma matéria de beleza que ela ia fazer antes de viajar pro TChile: fazer unhas de gel! Adorei, né? Ainda mais porque faz tipo uns dez anos que eu não faço as unhas.
Chegamos no salão, daqueles bem chique no Jardins, só o nome é estranho pra um salão tão chique: Tampopo... tomo no popô? Hehehe...
Tinha até uma assessoria de imprensa nos esperando, coisa fina, benhê, não é o salão da Meire, ali no Parque Arariba, que eu corto o cabelo por $13 mangos, hahaha.
Sentei lá na cadeirinha, a Fabi começou a fazer as perguntas e a mulher a explicar e ir lixando minhas unhas bem curtinhas:
- Que cuidados tem que ter?
- Ah, não pode usar nada que contenha óleo mineral, tem que fazer manutenção no máááááximo a cada 15 dias, tem que tomar muito cuidado pra não quebrar, não pode tirar em casa porque você pode arrancar a sua unha verdadeira junta, já tive clientes que foram parar no hospital porque tentaram roer a unha de gel e de repente arrancaram tudo.
Meu, o que estava super divertido pra mim começou a virar cagaço. Minhas mãos começaram a suar frio, medo mesmo, devo ter ficado com uma cara enquanto a manicure falava que a Fabi olhou pra mim e deu risada.
Demorou duas horas pra terminar tudo e ela ainda testou um novo gel rosinha que tinha acabado de ser lançado e deixa a unha feitinha por 45 dias. Minha unha está linda mesmo e ainda por cima ela tinha um carimbinho que faz o desenho na unha, coloquei estrelinhas. =)
Mas ainda tô com medo dessa coisa nos meus dedos darem fungos, apodrecer, cair, gangrenar, eu hein...

----

Ontem o maquiador das celebridades, hahaha, Lú Ramos esteve aqui na redação. Tipo "a lôca", catamos ele pra fazer uns exemplos de penteados com grampos. O cara é foda, né? Fez uns penteados tipo Magaiver, apenas três grampos ele quase fez uma bomba, vai lá no site da GLOSS ver o resultado.
Quando eu pego na nuca o negócio muda. (by Lú Ramos)

Hahahahahahaha.
Lú saiu na foto tipo garota GLOSS, hehehe.
----

Ai não lembro mais o que ia contar.

----

Ah, as aulas chatas voltaram. A faculdade continua displicente com o meu curso.
Pensa que o professor que daria aula de animação 3D na terça-feira foi contratado na segunda-feira!!! Ele nem tem um plano de aula porque já sabe que os laboratórios não agüentam programas para modelar em 3D. URGH!
Isso é pra dar no Google:
SENAC CURSO TÉCNICO PRODUÇÃO MULTIMÍDIA NÃO FAÇA PODRE RUIM

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Foi da vovó

Bom, na última quarta-feira das férias consegui não sair. \o/
Fui pra casa assistir Sex And The City! A estagiária de moda me emprestou as duas primeiras temporadas então vou começar tudo de novo, certinho, cronologicamente.
Já estou apaixonada pelo Big. =P

----

Na quinta-feira a Mônica furou o Capital (vaca! era a última quinta de férias...) então resolvi visitar uns amigos que não via há uns dois anos. Natali e Victor são amigos de infância, foram meus vizinhos por mais de 10 anos, crescemos juntos e temos muitas histórias pra relembrar. Eles se mudaram com a família pra São Sebastião e depois precisaram voltar pra Sampa pra fazer facul, ganhar dinheiro, essas coisas chatas da vida adulta.
O foda é que a Nata trampa na academia e só sai às 23h, então fiquei fazendo hora com a Fabi, que também precisava esperar o Mosca sair do trampo (peãozada é assim, hahaha). Paramos no Pirajá, tomamos alguns chopes, depois fomos no mercado comprar umas brejas pra levar. Até que deu a hora e a Fabi seguiu o rumo dela e eu o meu.
Na academia, esperando a Nata, uma colega dela veio me pedir pra preencher uma ficha, como se eu quisesse, ou precisasse, fazer acadimia. Sabe, ando recebendo esses sinais: você precisa se exercitar, esses sinais são mais fortes quando sinto dores físicas pós-trabalho. =P
Fomos pra casa dela, o Vitu já estava quase dormindo, mas cheguei dando uns berros pra despertar, hehehe. Tomamos algumas brejas, comemos umas lariquinhas e demos muitas risadas, como sempre, adoro eles. Me contaram que o pai deles se candidatou a prefeito de São Sebastião, hahaha.
Acabei dormindo lá porque é muito perto do meu trampo, né? E como já tinha tomado algumas, era melhor não dirigir até em casa.
Preciso voltar lá pra terminar as brejas que deixei, hehehe.

----

Na sexta-feira foi um trabalho-sem-fim, pensei que não sairia nunca da redação. E a Paola estava me esperando para irmos na festinha da Medicina da USP. Eu já passei dessa época acadêmica, não tenho muita paciência, apesar de ter adorado a minha época e ter muita saudade desse tempo. Mas a Pá insistiu que fosse porque ela precisava me apresentar pras amigalhes dela da facul, que ela falta tanto e as meninas tem ciúmes de mim, hahaha. Se elas soubessem COMO eu e a Pá somos grudadas, hahaha.
Inclusive, umas duas são fãs da Embrenhada. =D (Ai, ai essas anônimas...)
Saí do trampo nove horas da noite, peguei a Mônica e o seu remédio de R$300 na Faria Lima, fui atéééé depois da minha casa pegar a Pá, e finalmente chegamos na festa.
E aí que chegamos um pouco tarde, era festa trash (pensa que tinha um disco do Fábio Jr. pendurado de decoração, droga!) e o povo já estava bem bêbado porque a cerveja era um reaus, o rabo de galo era dois e um capeta três, então dá pra imaginar o estado do povo.
Tocou: onda, onda, olha a onda e muitas outras músicas trashs.
Ah, eu estava com dor no estômago e por isso achei a festa muito zuada, rs.
O que salvou mesmo a noite foi ter ido embora. Voltando para o portão que entramos, descobrimos que ele estava trancado, qual a melhor solução? VAMOS PULAR! Claro.
- Ai gente, jura? Eu não sei pular portão. – já choramingou a Pá.
- Ah Pá, esse portão é baba, tá cheio de pezinho, só ir subindo, parece até uma escada. – tentei convencer. – Vai Mô, pula primeiro pra mostrar pra Pá como que é.
Ela foi, pulou rapidinho, depois a Pá subiu:
- Ai, meu dedinho, ele tá quebrado, tá doendo.
- Perae, coloca o chinelo da Mônica aqui e você apoia o pé.
- Mônica por que você não vai buscar o carro e pega a gente aqui dentro?
- Ah Pá, ela vai sozinha até lá?
- Então pula você e eu espero vocês aqui. – tentou convencer a gente lá em cima do portão.
- Ah Pá, vocêr já tá aí em cima é só passar a outra perna pra lá e pronto.
- Ai Deus, não consigo. Como que eu tenho que fazer?
- Coloca esse pé aqui, as duas mãos ali, passa essa perna e monta de cavalinho, depois só passar a outra perna.
- Hahahahahahahaha. – Paola com risadas nervosas.
- Hahahahaha, vai Pá, tá fácil.
- Hahahahahahahahaha. – perdendo as forças de tanto rir.
- Vou filmar, hahahahaha. – Mônica sacaneando.
Nisso o segurança, vendo o desespero, quis ajudar a Paola que estava lá em cima do portão, com o bundão pra cima, já com dores físicas, se segurando pra não cair.
- Vou ajudar você, moça. Coloca o pé aqui.
- Vai Mô, coloca o chinelo ali de novo pra ela.
- Tô filmando.
- Aaaiiii, acho que vou peidar.
- Hahahahahahahahaha, agora? Vai peidar agora Paola? Na cara do moço! Hahahahaha.
- É que eu fico nervosa e peido.
- Hahahahahaha e eu vou mijar nas calças de tanto rir, pula logo.
Depois de uns 10 minutos num vai-num-vai, apareceram mais quatro seguranças da USP:
- Nossa, eu ouvi a gritaria e vim aqui ver o que está acontecendo.
- Ai, moço, fala que você tem a chave do portão!
- Sim, eu tenho.
Fomos embora rindo muito, mas muito e só isso valeu a festinha furadeca. Mas outro dia volto lá pra ir numa festinha firmeza.
Como ainda era cedo ainda fomos em casa assistir o primeiro episódio de Sex And The City porque é nele que está todo o conceito da filosofia Tcha Tcha Tcha. A Mônica dormiu e a Pá adorou.

----

Sábado tive que acordar com despertador porque era dia de vovó. Fui levá-la na casa de uma amiga dela na Vila Madalena.
Dona Skol (a minha vó, sim é o nome dela) está com a idéia de que vai morrer logo, então precisa visitar as amigalhes dela. Penei um pouco pra chegar, como já disse, quem não se perde na Vila Madalena? Quando achei que estava tudo certo, tinha uma feira no meio do meu caminho.
Dona Adélia é uma senhorinha muito bonitinha. E elas ficaram lá conversando, relembrando das pessoas que conheciam, minha vó contou todas as peripécias dela. Falaram até dos namorados velhinhos dela, hehehe. Tão bonitinhas!

Larguei a vovó em casa. A Mariane me ligou no caminho, choramingando "não quero ficar sozinhaaaa!".
- Quer ir num niver do filhinho de uma amiga no Grajaú?
- Passa aqui.
Cheguei lá, ela nem tinha tomado banho porque estava toda feliz com o Speedy que resolveu voltar a funcionar.
Meu cabelo estava uma nhaca:
- Você consegue lavar o meu cabelo sem me molhar?
- Não e o seu cabelo tá bem nojento mesmo.
- É eu sei. Preguiiiiça de lavar.
- Toma um banho de uma vez.
- Ah não, mó trabalho.
- Sobe aqui então que eu lavo.
Sentei do lado de fora da banheira e ela do lado de dentro, tipo cabeleireira, hehehe.
- Puta merda, Mariel, era mais fácil você pagar três reais e lavar no cabeleireiro.
- Mas não quero pagar. =) Ai, ai, ai, devagar!
- E ainda reclama...
Ela queria lavar meu cabelo que nem na cabeleireira, aí conforme ela esfregava meu cabelo, também batia com a minha cabeça na quina da banheira... tô com galo até hoje.

Ainda tivemos que passar no shopping pra comprar um presentinho. E como eu odeio ir no shopping, ainda mais quando é muito necessário, mas graças que conseguimos fazer tudo em 10 minutos.
Chegamos na festa e pra quem não conhece o Grajaú, é um bairro bem humirrrde de Sum Paulo, ou seja: era diversão garantida. Juntou humildade e álcool só dá diversão.
Era tanta criança na festa! A Wanda, tia do aniversariante dizia:
- Meu, é foda, no aniversário da minha filha eu fui fazer uma festinha só pros mais chegados, mas você junta a família e alguns vizinhos e pronto, está feita a festa. Minha casa ficou lotada de gente. Um pouco menos do que agora.
E toda hora a Elaine, mãe do Pedro aniversariante, passava do meu lado e cochichava:
- Meu Deus, tem gente pá porra!
Só o Créu tocou no mínimo umas cinco vezes, com todas as crianças dançando e as mães rindo e dizendo: olha que lindo o meu filhinho. E olhavam pra gente tipo pedindo a nossa aprovação de quão bonitinhos eram os filhos dançando o Créu e a Mariane sorria e resmungava de canto de boca:
- Que absurdo essas crianças, mas sorria pra não ficar chato. Sorri, sorri...
A Elaine olhava pras crianças, olhava pra mim e também dizia a mesma coisa com um sorriso amarelo.
Enfim, tomei algumas e fomos embora. Dessa vez fui pra casa ficar quietinha que ainda tinha o domingo de maratona com a vovó, again!

----

Na pontualidade britânica, peguei a vovó pra irmos na Seicho-No-Ie, ela queria comprar as revistas que ela distribui pra todo mundo há muitos e muitos anos. Ela já entrou no carro assim:
- Mariel, você quer curar das suas alergias?
- Claro que quero, vó.
- Então hoje você vai se curar.
- Como?
- Vou te levar pra conversar com um preletor lá na Seicho-No-Ie e você vai se curar.
Chegamos lá, ela foi direto atrás de um. Achamos a Odete pra conversar comigo. Ela basicamente me explicou que todas as minhas alergias surgem porque eu me irrito com as coisas, com as pessoas e isso reflete na minha alma, que aparece na minha pele. E então ela perguntou:
- Com o que você se irrita?
- Olha difícil dizer assim, mas acho que o trânsito me irrita bastante.
- Então, você não pode se irritar com o trânsito, se alguém te fecha no trânsito, não se irrite, diga "Vai em paz, filho de Deus!", porque se você se irrita isso trás algo pior depois e também reflete no carro da frente, de trás e dos lados.
- Hmmmm...
- Quando você estiver indo para algum lugar, já vai mentalizando que a sua vaga estará lá disponível para você.
- Hmmmm...
E desde então já im duas vezes pro trabalho gritando:
- VAI SEU FILHO DE DEUS! Minha vaga estará lá, minha vaga estará lá. Ô FILHO DE DEUS BARBEIRO! Uma vaga bem bozinha me espera, uma vaga bem bozinha me espera...

----

Gente, dá uma briga boa no quesito “vontade de morder” nessas duas crianças:
Filhas do Tom e do Brad...

----

Acabei de ganhar um livro "Os segredos dos gatos", será que vou me divertir MUITO lendo esse livro?

----

Bom, já sei quem será a próxima capa da GLOSS e ficou linda, finalmente, achei as últimas bem estranhas...
Related Posts with Thumbnails